A sereia - Kiera Cass (resenha)

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Número de páginas: 368
Ano: 2016
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~  

SINOPSE: Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisa usar sua voz para atrair as pessoas para se afogarem no mar. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar — pois a voz da sereia é fatal —, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, Kahlen será obrigada a abandonar Akinli para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, ela está determinada a seguir seu coração.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

RESENHA: Logo no início nos damos de cara com a transformação de Kahlen, no segundo capítulo, ela já é uma sereia. Gostei bastante disso pois não teve aquela enrolação esperada, a autora sempre foi direto ao ponto.
Só podiam existir 4 sereias ao mesmo tempo, elas eram: Miaka, Elizabeth, Kahlen e Aisling. A Água escolhia quem seria as novas sereias de forma aleatória enquanto elas sofriam um naufrágio. Cada sereia, assim que tranformada para a sua nova vida, teria que viver 100 anos para a água, sempre aparentando a mesma idade, atendendo seus chamados sempre que preciso e obedecendo-a da melhor forma, todas esquecem a sua vida antiga e, logo depois dos 100 anos, esqueceriam que foram sereias também.
Kahlen sempre foi a mais obediente, nunca desrespeitou nenhuma regra da água, até que um dia acontece o inevitável, ela se apaixona. Kahlen encontra Akinli enquanto estava na biblioteca da faculdade que frequentava de vez em quando.
A água tinha duas regras fundamentais: Sem mães e sem esposas. Ou seja, o amor dela seria proibido. Como meio de fugir desse sentimento, Kahlen convence as irmãs a se mudarem para outro lugar, ela não queria ter que encontrar Akinli novamente.
Não demorou muito para Aisling terminar de cumprir sua "pena", afinal, ela era a mais velha. No seu lugar, entrou Padma. 
Padma já sofreu muito em sua vida antiga e após a transfomação, não conseguiu esquecer o inferno que viveu com seus pais, afinal, seu pai que matou-a. Sem querer desobedecer a água, mas com muita pena da nova irmã, Kahlen concorda em ajudar as garotas a esconderem suas intenções: Matar os pais de Padma.Como eram sereias, a facilidade era bem maior, bastava apenas cochicharem no ouvido deles.
Tudo iria bem, até após o susto de um novo naufrágio, Kahlen se desesperar e ir atrás de Akinli. Pra ele, ela era muda. Passaram um dia juntos, tudo corria perfeitamente até que depois do primeiro beijo deles, Kahlen soltou um "uau" sem querer. Não deu outra, seu amado estava indo se afogar. Para salvá-lo, Kahlen conversou com a água e teve a sua punição: Além dos 20 anos que faltavam, a jovem sereia teria de servir à água por mais 50 anos, totalizando 70.  
Kahlen concordou com a condição da água salvar Akinli sempre que possivel.
Ao passar dos dias, Kahlen começou a ficar estranha. Começou a sentir a necessidade de comer e dormir (sereias não tinham isso), passou a ter febre e ficar fraca. Sereias não ficavam doentes, muito menos perdiam sua beleza, Kahlen, perdia seu peso consideravelmente, ficando muito magra e pálida. Ao mesmo tempo, em outro lugar, Akinli também estava doente. Nenhum médico conseguia descrever o que o jovem tinha, mas a cada dia que passava, Akinli ficava pior, tendo que andar de cadeira de rodas devido a fraqueza.

Não vou contar para vocês o que aconteceu, é isso que da a graça toda na história. hahahaaha
Me surpreendi muito com essa leitura, a autora descreve as sereias de uma forma diferente, mais realista. A escrita nos prende de uma maneira incrível, não tem como sentir sono ou vontade de parar de ler, só sossegamos quando a história acaba e mesmo assim, queremos a continuação.
Já ouvi muito falar dessa autora por causa de "A seleção". Apesar do grande sucesso de suas obras, "A sereia" foi a que mais me chamou atenção, e foi tiro certo!

EM UMA FRASE: As sereias são ainda mais fantásticas do que podemos imaginar.

SOBRE A EDIÇÃO: A capa mostra perfeitamente o jeito de sereia criado na história. Ao invés daquelas caudas gigantescas, um vestido maravilhosamente criado pela água. Eu li o livro em PDF (sou amante hahaha) pois não achei ele físico na minha cidade, apesar de já ter concluído a leitura, irei com certeza comprá-lo para ler em outras oportunidades.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
NOTA 

 

9 comentários:

  1. Adorei a Resenha Esse livro parece muito bom.... Beijos fiquei bastante curiosa kkk

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Quero muito ler esse livro, tá anotado na minha lista!

    Adorei sua resenha,fiquei ainda mais curiosa para ler.

    Beijo,beijos
    Aline
    relicariodehistoriasma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha, gosto bastante desse livro.

    ResponderExcluir
  4. Já li a seleção, esse nunca. Mas gostei bastante da resenha, parabéns.

    ResponderExcluir